Agenda alemã
no Brasil
Menu
Guia turístico
Descubra a presença alemã em São Paulo
Preparamos um mapa dos principais pontos turísticos e de interesse público relacionados à presença e contribuição dos povos de língua alemã na cidade de São Paulo

Como funciona?
Você pode acessar o mapa interativo clicando na imagem abaixo. Disponibilizamos também um link para download da versão em pdf para acesso off-line ou impressão



Baixe aqui o mapa em pdf.


Exposição "Jornada para o Brasil:
História das migrações de povos de língua alemã"
No ano de 2024, serão comemorados os 200 anos da imigração continuada de migrantes falantes da língua alemã padrão e dialetos para o território brasileiro. Eles dão início à nova fase da história do Brasil que se abre à imigração de não portugueses. Esses migrantes eram oriundos de estados e cidades-estado que, mais tarde, formariam o que é hoje a República Federal da Alemanha. Além desses, houve também migrantes que vieram de Luxemburgo, França (Alsácia-Lorena), Áustria, Suíça, República Tcheca, Polônia, Ucrânia, Rússia, Dinamarca, Romênia (Bessarábia) e de outros países de língua alemã.

Para celebrar esta data, preparamos uma exposição patrocinada pelo Governo da Alemanha, que apresenta a trajetória desses imigrantes no Brasil, assim como as suas contribuições e tradições.

Com curadoria do Prof. Dr. Martin Norberto Dreher e de Erny Mügge, a exposição é apresentada em dois formatos distintos. A exposição impressa em banners percorrerá o país por meio dos Consulados da Alemanha no Brasil.

A versão virtual será lançada em 2024 na plataforma Google Arts & Culture, no perfil do Instituto Martius-Staden.



Famílias Brasileiras de Origem Germânica (RJ)
Participe do novo volume da série Famílias Brasileiras de Origem Germânica (RJ)

Por ocasião dos 200 anos da imigração alemã, o Instituto publicará um novo volume da série Famílias Brasileiras de Origem Germânica, focado nos imigrantes de língua alemã e seus descendentes que se estabeleceram no estado do Rio de Janeiro.

O objetivo dessa publicação é resgatar os momentos históricos e fortalecer a história das relações entre os países falantes do alemão. A imigração alemã no Rio de Janeiro ocorreu durante o século 19 e início do século 20. Os imigrantes que se estabeleceram no Rio de Janeiro eram, em geral, comerciantes, artesãos e agricultores que buscavam melhores condições de vida. Eles se instalaram principalmente nas regiões de Nova Friburgo (primeira colônia suíça no Brasil), Teresópolis, Petrópolis (onde criaram a primeira colônia alemã no estado), Vale do Paraíba, Niterói e na capital, onde fundaram clubes, escolas, igrejas, comércios locais e jornais em língua alemã.

Algumas famílias tradicionais do estado do Rio de Janeiro já manifestaram interesse em fazer parte da nova publicação, concedendo pequenos relatos históricos e falando sobre as tradições dos imigrantes de língua alemã.

A publicação contará com o apoio cultural do Consulado Geral da Alemanha do Rio de Janeiro e da Sociedade de Beneficência Humboldt, entre outras instituições parceiras. Participe você também do resgate histórico e mantenha vivas as tradições dos imigrantes de língua alemã no estado do Rio de Janeiro para as futuras gerações.

Desde 1962, o Instituto Martius-Staden edita a série Famílias Brasileiras de Origem Germânica. A elaboração de cada volume tem início com a participação voluntária de interessados, que colaboram fornecendo informações sobre sua própria genealogia.


Quem pode participar?
Descendentes de imigrantes de língua alemã do estado do Rio de Janeiro.

Como funciona?
A participação é gratuita. Para dar início à pesquisa, os interessados devem baixar o formulário e preenchê-lo com algumas informações básicas sobre a história familiar, que servirão como ponto de partida. Depois, entraremos em contato para verificar quais outros dados a família tem, de modo que possamos montar uma árvore genealógica mais completa. A pesquisa normalmente é feita a partir do primeiro imigrante que veio para o Brasil, no século 19 ou 20, e segue com os dados da família até hoje.

O formulário preenchido deve ser enviado até outubro de 2024 para o e-mail: arquivo@martiusstaden.org.br

Baixe aqui o formulário